Archives

Geral

Desejos, aspirações, sonhos. É mais fácil nos sentirmos animados na vida, quando existe um objetivo a ser alcançado, uma meta a ser cumprida. Diferente de planejamentos de negócios, onde os objetivos devem ser claros, mensuráveis e atingíveis, na vida real nem sempre é possível ter essa clareza. Seria realmente um sonho querer algo que está muito distante de se conseguir? Seria ingenuidade esperar por uma mudança que seja improvável de acontecer? Seria utopia querer viver de uma forma diferente da atual realidade?

Planos concretos à parte, quando falamos de motivação, o mais importante é caminhar. Traçar um caminho original pode ser mais difícil e exigir ainda mais motivação, mas a recompensa certamente é maior e melhor. Já disse Eduardo Galeano, jornalista e escritor uruguaio, “Para que serve a utopia, se é impossível de alcançá-la? Para caminhar.” Então, caminhemos, seja qual for o destino.

Arte, Viagem

omi-cor2Caminhando por Miami, pela extensão da 2nd Avenue, é fácil perceber o poder do colorido. Exemplo de revitalização e valorização de um antigo bairro “esquecido” de Miami continental, o Wynwood Art Dstrict é hoje um dos pontos turísticos obrigatórios de quem visita a cidade. Dando contrastes extravagantes a dezenas de paredes em torno da 2528 NW com a 2nd Ave, artistas como Barry McGee, Ron English e os brasileiros Kobra e Os Gêmeos, fazem a região transpirar arte de rua, aliando antigos espaços a modernos restaurantes (super inspiradores) e galerias. Para quem curte eventos diferentes, todo segundo sábado de cada mês acontece a Gallery Night Art Walk, quando as galerias se reúnem para um show de exposição de arte durante a noite.

Por causa da arte, em Wynwood, o mais importante é a cor. A cor que reflete a intenção de cada artista, a cor que reflete a importância da renovação, a cor que propõe mais alegria a um despretensioso passeio.

Geral

 

Há uma frase que gosto muito, de autor desconhecido: A mesma água fervente que amolece a batata, endurece o ovo. Assim é com as pessoas. Não são as circunstâncias que nos mudam, mas sim o que temos por dentro.

Parece mote de auto-ajuda (e na verdade pode ser mesmo), mas conhecer a si mesmo e tirar vantagem de suas peculiaridades e pontos fortes é a lógica mais fácil de se entender – embora possa ser uma lógica demorada de se aceitar.

Culpar a falta disso, a abundância daquilo, a dificuldade daquilo outro, não nos deixa mais próximos da mudança. Porém, reconhecer os desafios e considerá-los parte do processo é a grande atitude rumo ao sucesso.

Ninguém é perfeito (não adianta, não é!), mas por que não se desenvolver e se tornar a melhor versão de si mesmo?

O mais importante é ser você mesmo. Aproveitar-se do fato de que cada ser humano é único, diferente, singular, e focar na originalidade é um dos grandes segredos para se alcançar a auto-realização, a felicidade interna, os objetivos mais íntimos na vida.

Geral

Um ano se encerra, e é hora de fazer o balanço.

2015  no mundo foi um ano muito importante, desafiador, um ano de conflitos, um ano “pesado”. Muitos avanços tecnológicos e muita falta de humanidade.

Quantas vidas foram atingidas por crescimento, alegrias, mas também violência, intolerância, descaso, desonestidade.

Quantos sonhos foram alcançados e outros tantos adiados, paralisados ou simplesmente destruídos.

E quanta esperança ainda nos resta?

Pessoalmente, foi um ano muito significativo para mim. Mas acredito que a responsabilidade vem junto com as conquistas, e apesar disso não as desvalorizar, a reflexão é fundamental. Pensar é fundamental. Entender é imprescindível. Só assim se evolui.

O ano não acontece, somos nós quem o fazemos. Então nesse novo que se inicia, o mais importante é não desejar que ele seja de um jeito ou de outro, mas sim nós, todos nós, o fazermos melhor. Com mais integridade, mais respeito, mais dedicação, mais força e mais amor.

Um feliz 2016 a todo o mundo!

Culinária

Cozinhar é para quem talento. Será?

Existe arte na culinária, mas existe principalmente paciência, empenho, equilíbrio e estratégia. É preciso saber a ordem das coisas, ter vontade de ver o prato pronto, sem pressa de terminar mas com controle do tempo.

Ao cozinhar, é imprescindível a atenção aos ingredientes, ao tempo, aos detalhes de preparo e ao capricho da arrumação. Mas o mais importante é quem vai comer, afinal de que adianta um prato bonito e cheiroso se ninguém pode dizer que é gostoso?

Geral

Praticar pilates é se colocar diante de um novo desafio a cada sessão. Movimentos incomuns, força! Posições complicadas de se manter, mais força! Após a aula, dores em músculos cuja existência era até então desconhecida. Força e paciência!

No pilates, o mais importante é a força. Corporal e mental. Após um tempo, fica claro que o físico e o psicológico trabalham juntos, e esse é o grande equilíbrio ganho ao se praticar essa atividade.

Boa sorte aos iniciantes, e parabéns aos praticantes.

Culinária

Restos de comida na geladeira. Preguiça de cozinhar. Vontade de comer algo rápido, fácil e gostoso.

Se na sua despensa você ainda encontrar um pouco de farinha e alguns ovos, então pronto, você tem uma deliciosa refeição.

Gastronomia à parte, e aulas de culinária que me perdoem por esse lapso, na cozinha o mais importante é improvisar. Qualquer mistura bem feita, com ingredientes que sobraram de outras refeições, e a ajuda de ovo e farinha de trigo, pode resultar em um divertido bolinho assado. E se for possível acrescentar arroz – integral, negro, vermelho, cateto etc – um bolinho de arroz diferente e saudável nasce como mágica.

Afinal, cozinhar tem mesmo um “quê” de feitiçaria, não é mesmo?

Arte

Uma maquiagem pode corrigir defeitos, disfarçar imperfeições, e esconder pontos fracos. Mas se feita da maneira correta, ela se preocupa principalmente em evidenciar pontos fortes, equilibrar a simetria do rosto, destacando a beleza natural de uma pessoa.

Há quem diga que maquiagem é futilidade, mas quando ela se alia a um trabalho de valorização da autoestima, o resultado é inegável: largos sorrisos e lágrimas nos olhos.

 Talita Valim é uma profissional do ramo, que realiza o trabalho de forma séria, inspiradora e divertida, envolvendo suas clientes em um universo de magia e bem-estar, respeitando suas particularidades, levando felicidade através de seus pincéis. Famosa nas redes sociais e fora delas, conquista fãs que a seguem e a recomendam.

Em termos de maquiagem, o mais importante é a autoestima. Usá-la como objeto de trabalho, ter o cuidado de encontrar a beleza interior da pessoa a ser maquiada, e externalizá-la da melhor forma possível, transformando sonhos em realidade.

 

Serviço:

Talita Valim no Facebook e no Instagram 

Fotografia: Jorge Queiroz e Dalila Capelini  | Modelos: Karina Flores e Talita Valim

Culinária


Quantas vezes já não fomos a um lugar por causa de sua propaganda? Quantas vezes fomos maltratados em um estabelecimento comercial “do momento”? Quantas vezes já não ficamos decepcionados em um restaurante, porque o prato não veio conforme mostrava a foto do cardápio?

Ainda bem que existem bons exemplos a compartilhar.

Thai, localizado em frente ao Casa Grande Hotel Resort e Spa, no Guarujá, promete e cumpre.

Nesse restaurante de culinária tailandesa bem localizado no litoral sul de São Paulo, o mais importante é a semelhança. Tudo que o moderno cardápio – apresentado na tela de um tablet – anuncia, os bem
treinados garçons trazem à sua mesa, exatamente feitos, arrumados e decorados como nas fotos. Seja um delicioso arroz de jasmim, interessantes bolinhos de carne com leite de côco, ou um surpreendente sorvete de chá-verde com manga. Para arrematar, a vista para o mar ajuda a criar o clima perfeito para um jantar romântico e inesquecível.

Geral

Existem momentos na vida que nos inspiram a criar. Pessoas que nos inspiram a desejar. Lugares que nos inspiram a viver. Um dos segredos da vida é saber aproveitar esses momentos.

Um livro que leva paixão ao leitor. Um filme que esclarece questões ao espectador. Uma cena que libera instintos. Uma conversa que desperta a intuição. Tudo é válido.

Fernando Pessoa tinha toda a razão do mundo ao escrever que “tudo vale a pena quando a alma não é pequena”.

Para viver, e não somente existir, o mais importante é sentir. O momento, as pessoas, o mundo. Independente de crença, condição ou situação. Simplesmente prestar atenção e elevar a alma. Ah, e agir.