Archives

Geral

Desejos, aspirações, sonhos. É mais fácil nos sentirmos animados na vida, quando existe um objetivo a ser alcançado, uma meta a ser cumprida. Diferente de planejamentos de negócios, onde os objetivos devem ser claros, mensuráveis e atingíveis, na vida real nem sempre é possível ter essa clareza. Seria realmente um sonho querer algo que está muito distante de se conseguir? Seria ingenuidade esperar por uma mudança que seja improvável de acontecer? Seria utopia querer viver de uma forma diferente da atual realidade?

Planos concretos à parte, quando falamos de motivação, o mais importante é caminhar. Traçar um caminho original pode ser mais difícil e exigir ainda mais motivação, mas a recompensa certamente é maior e melhor. Já disse Eduardo Galeano, jornalista e escritor uruguaio, “Para que serve a utopia, se é impossível de alcançá-la? Para caminhar.” Então, caminhemos, seja qual for o destino.

Geral

À medida que crescemos, deixamos a adolescência e entramos na vida adulta, vamos percebendo como o mundo à nossa volta realmente gira. E a cada volta, é fácil ver mudanças, algumas boas e outras nem tanto, apesar de necessárias.

Ultimamente tem sido comum vermos em manchetes de veículos de comunicação, em conversas entre amigos, em histórias que ouvimos, como uma parte das pessoas tem se tornado intolerante, como falta respeito e amor nas relações humanas. Poderia escrever linhas e linhas tentando entender a origem disso, mas no momento me aterei somente a refletir sobre a importância de entendermos que o mundo mudou. Mudou muito nas últimas décadas. E não é mais preto e branco, nem mesmo na televisão ou nos filmes. É preciso aceitar e tentar compreender todas as nuances existentes na infinita gama de cores na qual vivemos hoje. Do contrário, acompanhar a mudança será impossível. E sem mudança, não se evolui.

Para crescer, o mais importante é mudar. É difícil, mas é preciso abrir espaço para isso, desapegando do passado, para que o futuro vire presente.

Geral

 

Há uma frase que gosto muito, de autor desconhecido: A mesma água fervente que amolece a batata, endurece o ovo. Assim é com as pessoas. Não são as circunstâncias que nos mudam, mas sim o que temos por dentro.

Parece mote de auto-ajuda (e na verdade pode ser mesmo), mas conhecer a si mesmo e tirar vantagem de suas peculiaridades e pontos fortes é a lógica mais fácil de se entender – embora possa ser uma lógica demorada de se aceitar.

Culpar a falta disso, a abundância daquilo, a dificuldade daquilo outro, não nos deixa mais próximos da mudança. Porém, reconhecer os desafios e considerá-los parte do processo é a grande atitude rumo ao sucesso.

Ninguém é perfeito (não adianta, não é!), mas por que não se desenvolver e se tornar a melhor versão de si mesmo?

O mais importante é ser você mesmo. Aproveitar-se do fato de que cada ser humano é único, diferente, singular, e focar na originalidade é um dos grandes segredos para se alcançar a auto-realização, a felicidade interna, os objetivos mais íntimos na vida.

Geral

Acha ruim que a polícia é corrupta? Mas aproveita que falta fiscalização, para agir fora da lei. Ah, mas a lei é feita pelo “sistema”, que é corrupto, certo? Ok, mas na hora de exigir os direitos, usa essa lei como base de defesa.

Não tem problema fazer gato em instalações elétricas, devolver troco errado, parar em vaga exclusiva, comprar carta de motorista, jogar lixo na rua, furar fila, sonegar impostos, comprar produtos piratas, colar na prova, pois não são coisas que fazem “mal” a milhares de pessoas, como os corruptos, que roubam milhões, certo? Errado, alguém sempre sofre e paga a conta. Sempre.

É mais fácil deixar a educação de lado, ser o “mais esperto”, dar o “jeitinho brasileiro”, afinal o Brasil é uma bagunça mesmo, né? Humm…será que a política brasileira é um reflexo dessa cultura, e não a fonte do problema?

O povo brasileiro sofreu séculos sendo explorado, e talvez por isso tenha essa ferida tão arraigada em sua cultura. Mas não dá pra continuar se apoiando nessa síndrome de coitadinho pra cometer delitos, sejam eles pequenos ou gigantes. Pobreza não justifica desonestidade. Riqueza também não. E é ruim ser a vítima, não é?

Sempre, e hoje em dia mais do que nunca, o mais importante é a educação. E educação pressupõe conhecer a si mesmo, aprender a se relacionar, respeitar o outro, e seu espaço. Significa entender seus direitos e respeitar seus deveres.

Um país educado não é o que tem um grande número de crianças matriculadas em escolas, é o que tem a maior parte de sua população consciente, formada e informada, capaz de mudar uma cultura ruim.

Brasil, chega de pensar que o mundo é dos espertos.

Geral

A raiva é um veneno que bebemos esperando que os outros morram”, William Shakespeare.

 

Mais do que nunca, no Brasil e no mundo, esse sentimento precisa ser evitado a todo custo. É difícil não se deixar levar pelo desconforto ao ouvir opiniões contrárias às suas, ao ver cenas que ferem seus valores. Mas não se ganha nada sentindo ódio, fazendo o mal. A não ser mais e mais atenção dos oportunistas.

A falta de tolerância fica cada vez mais aparente quando analisamos a política, os conflitos religiosos, os atos de racismo e preconceito, e isso é obra do próprio ser humano. Construímos a cultura da intolerância baseados no crescimento do egocentrismo e do individualismo, apesar (ou talvez por conta) da globalização.

Nos dias de hoje, o mais importante é respeitar. E respeitar não é concordar, é ouvir, é coexistir em paz.

Geral

Um ano se encerra, e é hora de fazer o balanço.

2015  no mundo foi um ano muito importante, desafiador, um ano de conflitos, um ano “pesado”. Muitos avanços tecnológicos e muita falta de humanidade.

Quantas vidas foram atingidas por crescimento, alegrias, mas também violência, intolerância, descaso, desonestidade.

Quantos sonhos foram alcançados e outros tantos adiados, paralisados ou simplesmente destruídos.

E quanta esperança ainda nos resta?

Pessoalmente, foi um ano muito significativo para mim. Mas acredito que a responsabilidade vem junto com as conquistas, e apesar disso não as desvalorizar, a reflexão é fundamental. Pensar é fundamental. Entender é imprescindível. Só assim se evolui.

O ano não acontece, somos nós quem o fazemos. Então nesse novo que se inicia, o mais importante é não desejar que ele seja de um jeito ou de outro, mas sim nós, todos nós, o fazermos melhor. Com mais integridade, mais respeito, mais dedicação, mais força e mais amor.

Um feliz 2016 a todo o mundo!

Geral

Chega o inverno e com ele o frio. Condição inevitável da natureza, pode-se mostrar necessário e até belo. As flores entram em luto, para renascerem depois, no tempo certo. O ar esfria, para equilibrar o poder incessante do sol. A vida desacelera, para refletir sobre suas prioridades.

O mundo funciona de maneira cíclica, e a renovação acontece, a seu tempo. O mais importante é confiar. Na natureza, no destino, na vida.

Geral

Um relacionamento não sobrevive sem o comprometimento das duas partes. Respeito é fundamental para a longevidade de qualquer relação. Um namoro precisa de confiança e carinho. Lealdade é essencial para a construção de laços fortes entre um casal.

Mas o mais importante, em qualquer tipo de relacionamento que envolva amor, é a cumplicidade. Saber que o outro te entende, aceita, complementa, inspira, admira e apoia.

Feliz Dia dos Namorados!

Geral

Pode parecer idealismo, soar como ingenuidade e até beirar a utopia. Mas sem esperança, nada que o homem possa realizar no mundo tem a menor expectativa de sucesso.

Direta ou indiretamente, a educação é a maior causa dos problemas atuais do mundo, seja ela em instituições de ensino, em normas da sociedade ou dentro de casa com os familiares. É preciso arregaçar as mangas, e ter fé em um mundo melhor. Desistir não pode ser uma opção, afinal a responsabilidade é de todos, em cada momento.

Ter educação não é só saber ler, escrever, cumprimentar as pessoas na rua, passar em provas, entender de política e economia. É muito mais, e abrange todos os aspectos possíveis de um ser humano. Envolve paciência, respeito, disciplina e esperança.

O mais importante é acreditar na capacidade do ser humano, de se transformar, de reconstruir, de reeducar. Sempre.

Geral

O mundo gira, as coisas mudam, se transformam, buscando sempre um equilíbrio – ainda que constantemente mal compreendido pela raça humana. Quando algo acaba, imediatamente outro começa. A natureza é sábia.

Na chuva, o mais importante é contemplar o momento, respeitar sua força. Admirar a grandiosidade do fenômeno, a abundância de elementos, a inevitabilidade dos processos que movem o mundo.

Palmas para o fim e para o início de um ciclo.